Roc2c Blog

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

09/11/17

Amália “A Calçada”

Amália “A Calçada”

Nem sempre é dentro de portas que se encontram obras de arte. Em 2015 foi inaugurada uma verdadeira obra de arte num largo do bairro de Alfama em plena Rua de São Tomé. O rosto de Amália Rodrigues, a musa do fado, foi desenhado na Calçada Portuguesa, criado pelo artista urbano Vhils (aka Alexandre Farto). Neste bairro de Alfama, a figura de Amália nasce no chão e ergue-se por uma parede.

Num espaço de 3 meses, a obra sai do papel para a rua. O resultado é belo, emocionante e magnânime, feito para envelhecer na rua, exposto ao sol, à chuva e ao vento.

Amália Rodrigues
©Roc2c


         Para além de ser uma homenagem a Amália e ao fado, foi também uma homenagem aos calceteiros de Lisboa, que foram os primeiros artistas urbanos.

O jovem realizador Ruben Alves, que lançou o desafio a Vhils, mostrou-se emocionando com o resultado final, agradecendo “o trabalho titânico dos calceteiros de Lisboa. Vocês são uns artistas”, disse. “São uns artistas de Lisboa” e “este chão de Lisboa é pura arte”.
O Mestre Calceteiro da Escola de Calceteiros da Câmara de Lisboa desde 1986, Jorge Duarte, liderou e coordenou os oito calceteiros que produziram este fantástico trabalho em calçada “Nunca tinha feito calçada a subir pela parede”, confessou. “Foi uma luta, mas foi um trabalho diferente, curioso, que nos agradou imenso”.
Câmara Municipal de Lisboa - Placa de Homenagem
©Roc2c

"CALÇADA

Alexandre Farto aKa Vhils
Ruben Alves

Jorge Duarte
Carlos da Conceição
Isabel Polónia
José António Cunha
José António Rodrigues
Mário José Costa
Nuno José Santos
Nuno Serra
Victor Nunes


Obra de tributo
à fadista Amália Rodrigues

Inaugurada pelo Presidente
da Câmara Municipal de Lisboa
Fernando Medina


2de Julho 2015"

O desafio partiu do realizador Ruben Alves (autor do filme “Gaiola Dourada”) que, depois de ser convidado pela Editora Universal France para dirigir um disco de homenagem a Amália Rodrigues, lembrou-se de pedir a Vhils que assinasse a imagem.


Esta obra é a perfeita combinação entre inovação e tradição, e por estar num espaço público, na rua e num bairro emblemático da cidade de Lisboa, vai permitir que todos os portugueses e estrangeiros possam admirar esta espantosa obra de arte em Calçada Portuguesa.

             Vhils, descreve a peça “A Calçada” como “uma onda do mar que sobe uma parede, como se a calçada portuguesa estivesse por trás de todas as paredes e fizesse parte da sua constituição.” Citação retirada do Expresso.

Este projeto é um exemplo da possibilidade de utilização de várias cores e tonalidades diferentes, tais como pedra branca, preta, cinza e rosa para conseguir representar o rosto da fadista. As pedras foram aplicadas estrategicamente para delinear as sombras e desenhar os contornos. Esta técnica faz com que a visibilidade do rosto seja percetível até para quem passa na rua.





Amália “A Calçada”

It is not always within doors that we find works of art. In 2015, a true work of art was inaugurated in an Alfama neighborhood in the heart of São Tomé street. The face of Amália Rodrigues, the muse of fado, was designed on the Portuguese Pavement, created by the urban artist Vhils (aka Alexandre Farto). In this Alfama neighborhood, the Amália image was born on the floor and it stood up by a wall.

In three months, the work leaves the paper for the street. The result is beautiful, exciting and magnanimous, it was made to grow old on the street, exposed to the sun, rain and wind.


Amália Rodrigues
©Roc2c

In addition to being a tribute to Amália and Fado, it was also a tribute to the Portuguese Pavement Craftsmen of Lisbon, who were the first urban artists.

The young director Ruben Alves, who launched the challenge to Vhils, was excited with the final result, "the titanic work of Lisbon's Portuguese Pavement Craftsmen. You are artists, "he said. "They are artists from Lisbon" and "this Pavement of Lisbon is pure art".

The Master Portuguese Pavement Craftsman of the School of Calceteiros of the Chamber of Lisbon since 1986, Jorge Duarte, led and coordinated the eight Portuguese Pavement Craftsman who produced this fantastic work on pavement " "I never had pavement to climb the wall," he confessed. "It was a fight, but it was a different job, curious, that pleased us immensely."

Amália Rodrigues - Pormenor da Calçada Portuguesa
©Roc2c

          The challenge came from the director Ruben Alves (author of the film "Golden Cage") , after being invited by Universal France Editor to direct a tribute album to Amália Rodrigues and he remembered to ask Vhils to sign the image.

This work is the perfect combination of innovation and tradition and to be in a public space, on the street and in an emblematic neighborhood of Lisbon city, it will allow that all Portuguese and foreigners can admire this amazing work of art in Portuguese Pavement.

             Vhils, describes the piece "A Calçada" as "a sea wave that climbs a wall, as if the Portuguese Cobblestone was behind all the walls and it was part of its constitution." Quote taken from Expresso.

This project is an example of the possibility of using different colors and shades, such as white, black, gray and pink stone to be able to represent the face of the fado singer. The stones were applied strategically to trace the shadows and draw the contours. This technique makes the visibility of the face perceptible even for those who pass on the street.




Fotos: Julho 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário