Roc2c Blog

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

24/11/17

Padrão dos Descobrimentos

           O monumento aos Descobrimentos, mais conhecido como Padrão dos Descobrimentos, está localizado na freguesia de Belém, na cidade de Lisboa, capital de Portugal. Podemos observá-lo em posição destacada na margem direita do rio Tejo e é, talvez, o maior e melhor monumento em homenagem aos Descobrimentos existente em Portugal.

             Da autoria do arquiteto Cottinelli Telmo e do escultor Leopoldo de Almeida, o Padrão do Descobrimentos foi erguido pela primeira vez em 1940, integrado na Exposição do Mundo Português.

Padrão dos Descobrimentos
© Roc2c

           O Padrão dos Descobrimentos em calçada portuguesa evoca a expansão ultramarina portuguesa o nosso passado glorioso e simboliza a grandeza da obra do Infante D. Henrique, o mestre das descobertas. Por isso, o monumento lembra uma caravela em direção ao mar.

               Em 1960, na comemoração dos 500 anos da morte do Infante D. Henrique, o Padrão é reconstruído em betão e cantaria de pedra rosal de Leiria, e as esculturas em cantaria de calcário de Sintra. Em 1985 é inaugurado como Centro Cultural das Descobertas. O arquiteto Fernando Ramalho remodelou o interior, dando ao Padrão um miradouro, um auditório e salas de exposições.

          Uma Rosa dos Ventos de 50 metros de diâmetro, desenhada no atelier do arquiteto Luís Cristino da Silva e oferecida pela África do Sul em 1960, ornamenta o terreiro de acesso ao Padrão dos Descobrimentos.

Padrão dos Descobrimentos - Pormenor da Rosa dos Ventos
© Roc2c

Padrão dos Descobrimentos - Pormenor da Rosa dos Ventos
© Roc2c

             Esta magnânime obra em pedra foi executada em cantaria de calcário liós, negro e vermelho e contem também um planisfério de 14 metros de largura, decorado com elementos vegetalistas, 5 pequenas rosas dos ventos, 3 bufões, uma sereia, um peixe fantástico e Neptuno com um tridente e trombeta montado num ser marinho. Esta rosa dos ventos conta também com naus e caravelas marcando as principais rotas da expansão portuguesa, entre os séculos XV e XVI.

            Este belíssimo mosaico encontra-se rodeado de calçada com o padrão “Mar Largo”. Este padrão evoca o mar, a praia, as ondas balançando com ritmo e está enquadrado com todas as descobertas marítimas que o Monumento aos Descobrimentos evoca. Este padrão está então, perfeitamente ligado com o belo panorama de Belém e do Rio Tejo.

Padrão dos Descobrimentos - Pormenor da Rosa dos Ventos
© Roc2c




Padrão dos Descobrimentos
               The Monument to the Discoveries, better known as Padrão dos Descobrimentos, is located in Belém parish, in the city of Lisbon, capital of Portugal. We can observe it in a prominent position on the right bank of Tejo River and it is perhaps the largest and best monument in honor of the Discoveries in Portugal.
             Authored by the architect Cottinelli Telmo and the sculptor Leopoldo de Almeida, the Monument of the Discoveries was first erected in 1940, integrated in the Portuguese World Exhibition.
Padrão dos Descobrimentos
© Roc2c

              The Discoveries Pattern in Portuguese Cobblestone evokes Portugal's overseas expansion and it glorifies our glorious past and symbolizes the magnificence of Infante D. Henrique work, the master of discoveries. Therefore, the monument reminds a caravel towards the sea.
             In 1960, in commemoration of the 500th anniversary of Infante D. Henrique death, the Pattern is rebuilt in concrete and stone rosary of Leiria, and the sculptures in limestone stonework of Sintra. In 1985 it is inaugurated as Discoveries Cultural Center. The architect Fernando Ramalho remodeled the interior, giving the Pattern a lookout, an auditorium and exhibition halls.
             A Wind Rose with 50 meters in diameter, designed in the architect Luís Cristino da Silva studio and offered by South Africa in 1960, it adorns the Monument of the Discoveries access.
Padrão dos Descobrimentos - Rosa dos Ventos
© Roc2c

             This magnanimous stone work was executed in black and red limestone and it also has a planisphere with 14 meters wide, decorated with vegetal elements, 5 small wind roses, 3 buffoons, a mermaid, a fantastic fish and Neptune with a trident and a trumpet mounted on a sea creature. This wind rose also has ships and caravels marking the main routes of the Portuguese expansion, between centuries XV and XVI.
             This beautiful mosaic is surrounded by pavement with the "Wide Sea" pattern. This pattern evokes the sea, the beach, the waves swaying with rhythm and it is framed with all the maritime discoveries that the Monument to the Discoveries evokes. So, this pattern is perfectly connected with the beautiful panorama of Belém and Tejo River.
Padrão dos Descobrimentos - "Mar Largo"
© Roc2c


Fotos: Março 2016

Sem comentários:

Enviar um comentário