Roc2c Blog

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

10/11/17

Praça da República em Tomar / Republic Square in Tomar

Praça da República em Tomar

            Vamos agora centrar-nos na Praça da República, localizada bem no centro de Tomar, nos seus edifícios antigos e claro, na sua calçada.

           Tomar é uma cidade com muita história e é-nos impossível relatar aqui toda a história desta cidade. Assim faremos aqui um breve resumo da mesma. Thomar (inicialmente chamada), nasce com o castelo a 1 de Março de 1160, cuja construção foi feita pela Ordem dos Templários e fundada por D. Gualdim Pais. Sede das Ordens do Templo e de Cristo, teve no Infante D. Henrique um dos responsáveis pelo seu crescimento.

             A fixação humana deveu-se ao excelente clima, água abundante, fácil comunicação fluvial e excelentes solos. Das sucessivas marcas civilizacionais pré-históricas restam utensílios, grutas, antas, povoados, moedas, poucas esculturas, peças utilitárias, a lenda de Santa Iria, a toponímia e as rodas de rega.  Na sequência da visita da Rainha D. Maria II, Tomar foi elevada à categoria de Cidade em 1844, a primeira do Distrito de Santarém.

Praça da República
© Roc2c

            O plano da cidade medieval organiza-se em cruz com os quatro braços apontando os quatro pontos cardeais marcados pelos quatro conventos da cidade. O centro, onde se situam a Câmara Municipal e a Igreja Matriz, é a Praça da República.


A cidade é atravessada pelo rio Nabão, que é afluente do rio Zêzere, estando incluída na bacia hidrográfica do Tejo, o maior rio da Península Ibérica.


Praça da República - Estátua de D. Gualdim Pais
© Roc2c

           A Praça da República é a principal praça da cidade de Tomar, situada na antiga
freguesia de São João Batista, é das poucas praças com um verdadeiro simbolismo que, para além de histórico, é Templária, pela qual a cidade é conhecida.


Em 1983, a UNESCO reconheceu o conjunto Castelo Templário-Convento de Cristo como Património Mundial e no início dos anos 90 deram-se os primeiros passos para a recuperação e consolidação do Centro Histórico.

Praça da República
© Roc2c

          Como podemos observar nestas fotos, a praça tem uma planta quadrada, a oeste tem o edifício dos 
Paços do Concelho, a leste a Igreja de São João Batista, a sul o Palácio da Dona Maria da Silveira e a norte edifícios que fizeram parte da história desta praça. Ao centro temos a presença do Mestre Templário e fundador da cidade D. Gualdim Pais. Esta praça tem vários cafés com esplanadas que têm sempre muita afluência e devido ao seu carisma histórico é uma praça inundada de gente todos os dias. Presença assídua também, são as centenas de pombos que pousam por cima da típica calçada portuguesa. Esta calçada é bastante original, pois há uma mistura de pavimentos de losangos da época medieval nas ruas antigas e pavimentos construídos com desenhos geométricos interessantes. Dá-nos a ideia de uma calçada de dimensão 3D em que tudo depende da perspetiva e do local onde estamos, ora se vê losangos ora se vê quadrados. Da entrada da Igreja para a praça o padrão é o mesmo, apenas alteram-se os materiais e predominam as duas cores mais usadas, pedra branca e pedra preta e o tipo de assentamento usado foi o “malhete”.

Praça da República - Tipo de assentamento "malhete"
Calçada Portuguesa
© Roc2c



Republic Square in Tomar

            Now we let focus on the Republic Square, located right in the center of Tomar, in its ancient buildings and of course, on its Portuguese Pavement.

            Tomar is a city with a lot of history and it is impossible for us to report here the whole history of this city. So we will make a brief summary of it. Thomar (originally called), was born with the castle on March 1, 1160, whose construction was made by the Order of the Templars and founded by D. Gualdim Pais. Headquarters of the Temple and Christ Orders, it had in Infante D. Henrique one of those responsible for its growth.

            The human fixation was due to the excellent weather, abundant water, easy river communication and excellent soil. From the successive prehistoric civilizational marks remain utensils, caves, tapirs, villages, coins, few sculptures, utilitarian pieces, the legend of Santa Iria, the toponymy and the irrigation wheels. Following the visit of the Queen D. Maria II, Tomar was elevated to the category of City in 1844, the first of the District of Santarém.

Praça da República
© Roc2c


            The medieval city plan is organized in cross with the four arms pointing the four cardinal points marked by the four convents of the city. The center, where the City Council and the Mother Church are located, is the Republic Square.

            The city is crossed by the Nabão river, that is affluent of the Zêzere river and it is included in the Tejo hydrographic basin, the biggest river of the Iberian Peninsula.

Praça da República
© Roc2c

              Republic Square is the main square of the city of Tomar, located in the old parish of São João Batista, it is one of the few squares with a true symbolism that, in addition to being historical, is Templar, for which the city is known.

            In 1983, UNESCO recognized the Castle Templar and the Convent of Christ as a World Heritage Site and in the early 1990s the first steps were taken to recover and consolidate the Historic Center.

Praça da República
© Roc2c

            
As we can see in these photos, the square has a square plan, to the west is the Paços do Concelho building, to the east is the Church of São João Batista, to the south is the Palácio da Senhora Maria da Silveira and to the north there are buildings that were part of the history of this square. In the center we have the presence of the Templar Master and founder of the city D. Gualdim Pais. This square has several cafes with terraces that always have a lot of affluence and due to its historical charisma is a square with a lot of people every day. Frequent presence in this square, are the hundreds of pigeons that land on the typical Portuguese Cobblestone. This pavement is quite unique as there are a mix of medieval lozenge pavement on the old streets and pavements built with interesting geometric designs. It gives us the idea of a 3D dimension pavement in which everything depends on the perspective and the place where we are, now you see lozenges or you see squares. From the church entrance to the square the pattern is the same, only the materials are changed and there prevail the two most used colors, white stone and black stone and the type of pavement used was the "malhete".





Sem comentários:

Enviar um comentário