Roc2c Blog

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

04/12/17

Palavras com História / Words With History

           No episódio 18 do programa «Cuidado com a Língua»transmitido na RTP1 no dia 27 de Novembro de 2017, a Calçada Portuguesa foi a personagem principal. Neste episódio houve uma ligação muito forte entre a arte da calçada e a arte de falar português.





A Calçada Portuguesa na Praça do Município em Lisboa

            "A palavra espinhado que significa em espinha é da família de espinha. Provém do latim com o significado de espinheiro (planta), roseira brava, espinha dorsal, coluna vertebral. No plural já no latim spina significava vícios, defeitos, rodeios, subtilezas.
            Neste caso, o termo espinhado diz respeito a um dos vários estilos e temáticas decorativas que existem na arte da Calçada Portuguesa.


Praça do Município - Lisboa
© Roc2c

         O General Eusébio Pinheiro Furtado que foi governador do Castelo de São Jorge em Lisboa entre 1840 e 1846 foi quem decidiu pavimentar a fortaleza lisboeta com pedras de calcário branco cortadas a espaços por outras de basalto negro. Estas pedras foram colocadas por presidiários da altura, a quem chamavam grilhetas ou calcetas. Reza a história que a cidade em romaria subiu à sua colina fortificada para admirar o mosaico que os cativos tinham assentado. A Câmara de Lisboa gostou tanto do trabalho que replicou a ideia no Rossio em 1848, desta vez utilizando o calcário vidraço. Trata-se de outro tipo de calcário, branco e negro, num desenho inspirado nos Descobrimentos. Foi dado o nome de Mar Largo por representar as ondas do mar, cuja travessia levou os navegadores portugueses a ultrapassar o Cabo das Tormentas e a chegar ao Brasil. Durante os primeiros anos do século XX a calçada foi cobrindo Lisboa até ao Marquês de Pombal.


Rossio - Lisboa
© Roc2c

Palavras com História

         O calçadão na praia de Copacabana no Rio de Janeiro com a composição e o desenho da Calçada Portuguesa deu-se a conhecer ao mundo em 1942 com o filme “Saludos Amigos” de Walt Disney, quando o Zé Carioca e o Pato Donald dançaram a “Aguarela do Brasil” com Maria do Carmo Miranda da Cunha, uma portuguesa de Marco de Canaveses, conhecida para sempre como Carmem Miranda.

          Calçadão é o aumentativo do substantivo calçada precisamente pela sua extensão e grande largura no Brasil. O calçadão do Rio de Janeiro é a grande obra emblemática de Calçada Portuguesa.  Foi mandado fazer em 1906 e tem 4,15 quilómetros. Inicialmente as ondas nele representadas eram perpendiculares ao comprimento da calçada mas com a reforma da década de 70 ganharam o sentido atual, paralelo ao comprimento da calçada e às ondas do mar.
As pedras aí utilizadas foram importadas de Portugal, também de Portugal seguiu um grupo de calceteiros para proceder à aplicação da calçada. A palavra calceteiro designa o operário que aplica calçada em ruas. Formou-se do verbo calcetar que vem da palavra calceta, originária do latim.

            Calceta é da família das palavras calças e calçado. Originariamente os romanos não usavam nem meias nem calças e aprenderam com os germanos, que estavam habituados a um clima mais frio, a usar essas peças de vestuário. Designaram então as calças com a palavra usada para designar o calçado, o sapato mas no feminino.
Com o passar dos tempos as calças tornaram-se mais compridas até cobrir o corpo dos pés à cintura. No século XVI, as calças dividiram-se em duas partes, aquela que cobria a barriga e as coxas manteve o mesmo nome, calças ou calça e a que cobria as pernas e o pé passou a chamar-se meia calça e depois apenas meia com a elipse da palavra calça.

       A palavra calceta entrou no Português no final do século XVI, proveniente do espanhol. Designava uma argola de ferro fixada no tornozelo do prisioneiro e ligada à sua cintura por meio de uma corrente de ferro. Tal como as calças, a calceta ia da cintura ao tornozelo. Por extensão de sentido, a palavra calceta passou a designar o próprio prisioneiro e em Portugal, no século XIX começaram por ser os presos denominados de grilhetas ou calcetas que se ocupavam do calcetamento das ruas e assim se formou o verbo calcetar da palavra calceta.

          Um maço é um instrumento formado por um bloco de madeira dura, geralmente com a forma de um paralelepípedo encavado ao meio para usos semelhantes ao do martelo. Trata-se de um pilão usado pelos calceteiros para bater a pedra até ela ficar bem presa ao chão.

        Maço provém da palavra maça que também designa esse mesmo instrumento usado pelos calceteiros. Servia também para bater ou maçar o linho, designando ainda um pau bastante pesado, mais grosso numa das extremidades outrora usado como arma. Maçar significa não só bater com o maço ou maça como, em sentido figurado, enfadar com uma conversa longa, aborrecer, incomodar.


Maço e martelo
© Roc2c

            Calçar tanto quer dizer revestir os pés de sapatos ou as mãos de luvas, como no caso que aqui nos trouxe, significa pavimentar ruas ou passeios, ou seja, calcetar.
Calçada é o particípio passado substantivado do verbo calçar, com o significado de calcetar. Formou-se o substantivo calçada com o sentido que aqui vemos, o pavimento formado por pequenos elementos de pedra. Por sua vez, a palavra latina que significava calçada é da família de calcanhar e de calcar, no sentido de pisar com os pés.

            A palavra releixo é um regionalismo que designa o ato ou efeito de releixar que é exatamente o mesmo que relaxar. Relaxar significa tornar frouxo, diminuir a tensão. A pedra deixada com releixo na calçada quando está a ser feita, ainda não está bem presa. A palavra relaxar adquire também o significado de descontrair, condescender, enfraquecer ou afrouxar. Por isso o substantivo releixo também significa desleixo, desmazelo.

            A palavra pedra tem origem no latim com o mesmo significado. Da família de pedra é o nome Pedro. No Evangelho Segundo São Mateus, refere-se que Cristo terá dito a Pedro, seu Apóstolo, nomeando-o fundador da sua Igreja, «Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja.

       Litologia é a descrição das características físicas das rochas como a cor, a estrutura, os componentes minerais e o tamanho do grão. Os elementos de formação da palavra são de origem grega e significam pedra e estudo. Também se denomina Petrografia com origem no latim."




In the eighteen episode of the program «Cuidado com a Língua» broadcast in RTP1 on November 27, 2017, the Portuguese Cobblestone was the main character. In this episode there was a very strong connection between the art of the pavement and the art of speaking Portuguese.

The Portuguese Cobblestone in the Town Hall Square in Lisbon

            The espinhado word that means espinha is from the spine family. It comes from Latin with the meaning of hawthorn (plant), wild rose, backbone, spine. In the plural already in Latin it meant vices, defects, detours, subtleties.
In this case, the term espinhado refers to one of several styles and decorative themes that exist in the art of the Portuguese Cobblestone.

           General Eusebio Pinheiro Furtado who was governor of São Jorge Castle in Lisbon between 1840 and 1846 was who decided to pave the Lisbon fortress with white limestone stones cut by spaces for others of black basalt. These stones were placed by prisoners of this time, who were called grilhetas or calcetas. The history tells us that the city in pilgrimage ascended its fortified hill to admire the mosaic that the captives had settled. The Lisbon Council liked the work so much that it replicated the idea in Rossio in 1848, this time using limestone glass. This is another type of limestone, black and white, in a design inspired by the Discoveries. It was named Wide Sea because it represented the waves of the sea, whose crossing led the Portuguese navigators to cross the Cape of Storms and arrived in Brazil. During the first years of the twentieth century the portuguese pavement was covering Lisbon until the Marquis of Pombal.


Castelo de São Jorge - Lisboa
© Castelo de S. Jorge


Words With History

            The pavement on Copacabana beach in Rio de Janeiro with the composition and design of the Portuguese Cobblestone was made known to the world in 1942 with the film "Saludos Amigos" by Walt Disney, when Zé Carioca and Donald Duck danced the "Aguarela do Brasil "with Maria do Carmo Miranda da Cunha, a Portuguese from Marco de Canaveses, known forever as Carmem Miranda.

            Calçadão is the augmentative of the noun calçada, precisely by its extension and great width in Brazil. The pavement of Rio de Janeiro is the great emblematic work of Portuguese Pavement. It was ordered in 1906 and it has 4.15 kilometers. In the begginning the waves represented in it were perpendicular to the length of the pavement but with the reform of the 1970s they gained the current meaning, parallel to the length of the pavement and the sea waves.
The stones used there were imported from Portugal, from Portugal also followed a group of Portuguese Pavement Craftsmen to proceed with the pavement application. The word calceteiro  means the worker who applies pavement in streets. It was formed from the verb calcetar that comes from the word calceta, originating from Latin.


Pavement on Copacabana Beach in Rio de Janeiro
© VOGUE
          
           Calceta is from the family of the words calças and calçado. Originally the Romans wore neither socks nor trousers and learned from the Germans, who were accustomed to a colder climate, to wear these clothes. Then they designated the pants with the word used to designate the footwear, the shoe but in the female. Over time, the trousers have become longer until they reach the waist. In the sixteenth century, the trousers were divided into two parts, the one that covered the belly and the thighs kept the same name, pants and the other that covered the legs and the foot was called pantyhose and then only hose with the ellipse of the word pants.

            The word calceta get in the Portuguese language in the late sixteenth century, coming from Spanish. It meant an iron ring attached to the ankle of the prisoner and attached to his waist by an iron chain. Like the trousers, hose ran from waist to ankle. By extension of meaning, the word calceta came to designate the prisoner and in Portugal, in the nineteenth century began as the prisoners called grilhetas or calcetas that were busy with the streets pavement and thus it was formed the verb calcetar of the word calceta.

            Maço is an instrument made up of a hardwood block, usually with a parallelepiped form bundled in half for uses similar of the hammer. This is a pylon used by Portuguese pavement craftsmen to hit the stone until it is securely attached to the ground.

          Maço comes from the word maça and it also means the same instrument used by the portuguese pavement craftsmen. It also served to beat or flay the flax, it is also a rather heavy, thicker stick at one side and it was once used as a weapon. Maçar means not only striking with the maço or maça, but figuratively, boring with long talk and annoying.

            Calçar means coating the feet of shoes or the hands of gloves, or in the case that brought us here,it means to pave streets or walks, that is, calcetar. Calçada is the past participle of the verb calçar, meaning of calcetar. The noun calçada was formed with the meaning we see here, the pavement formed by small stone elements. In turn, the Latin word that meant calçada is of the family of calcanhar and calcar, in the sense of treading with the feet.

            The word releixo is a regionalism that designates the act or effect of releixar that is exactly the same as relaxar. Relaxar means becoming loose, lessening tension. The stone left with releixo on the pavement when it is being made it is still not well secured. The word relaxar also acquires the meaning of relaxing, condescending, weakening or loosening. That is why the noun also means slovenliness, sloppiness.

            The word pedra comes from Latin with the same meaning. Of the pedra family is the name Pedro. In the Gospel According to St. Matthew, Christ has said to Pedro, his Apostle, naming him the founder of his Church, "You are Peter and on this rock I will build my Church.

         Lithology is the description of the physical characteristics of the rocks as the color, the structure, the mineral components and the size of the grain. The elements of formation of the word are of Greek origin and signify pedra and estudo. Also called Petrography with origin in Latin.

Sem comentários:

Enviar um comentário