Roc2c Blog

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

11/21/16

Palácio Burnay em Lisboa, pátio interior com réplica da calçada existente no Cais Sodré

Mandado edificar no séc. XVIII por D. César de Meneses, principal da Sé de Lisboa, sendo por isso também conhecido por Palácio dos Patriarcas. Foi bastante alterado no séc. XIX, antes de ser adquirido pelo banqueiro Henrique Burnay que o mandou decorar com sumptuosidade. Destacam-se as estufas, ao gosto fim de século que, simetricamente, integram o corpo do edifício e, no interior, o zimbório que envolve a escadaria, decorada em tromp l'oeil. A classificação como Imóvel de Interesse Público inclui o Palácio, anexos e jardim. Encontra-se ocupado pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.



Texto e fotos: http://www.cm-lisboa.pt/equipamentos/equipamento/info/palacio-burnay https://pt.pinterest.com/pin/178525572709170579/

11/18/16

Roc2c - Visita a pedreira de calçada no PNSAC - Extração e produção by Handmade Cobblestone



Visita a pedreira no Parque Natural da Serra Aire e Candeeiros PNSAC

Coordenada pelo CEO Roc2c - Celso Gonçalves 

Extração de pedra branca / maciço calcário
Produção / Transformação de pedra para calçada portuguesa
Processo manual - artesões da pedra

Tamanhos calçada:
- 4x5 cm Calçada miudinha / calçadinha 
Recomendada  para interiores e calçada artística

- 5x7 cm Calçada miúda 
Recomendada  para zonas pedonais 

- 10x11 cm Calçada grossa / meia pedra
Recomendada para zonas passagem veículos e parques

Agradecimentos ao Sr. António Canuto e Sr. Ricardo Canuto responsáveis pela pedreira e parceiros da Roc2c

--------

Visit the quarry to Natural Park of Serra Aire and Candeeiros PNSAC

Coordinated by CEO Roc2c - Celso Gonçalves

Extraction of white stone / limestone
Production / transformation of stone for Portuguese cobblestone
Process handmade -  artistic cobblestone

Portuguese cobblestone sizes:
- 4x5 cm Small cobblestone 
Recommended for interiors and artistic cobblestone

- 5x7 cm Medium cobblestone
Recommended for pedestrian zones

- 10x11 cm Big cobblestone
Recommended for zones passing vehicles and parks

Acknowledgments to Mr. António Canuto and Mr. Ricardo Canuto responsible for the quarry and partners of Roc2c








11/16/16

"Keep up the good work, Roc2c. You make the world a more beautiful place."

Roc2c channel: https://www.youtube.com/watch?v=Wr6W2wycktM

Comentário de um seguidor do nosso canal:

"This is fantastic. Not goofy looking cement blocks from Home Depot. This will last a lifetime. I myself replaced my driveway with cobblestones and Belgian blocks that I collected from the streets of L.A., San Francisco, Seattle, Minneapolis, Kansas City and Philly. I always get compliments from neighbors and strangers. If you want to give your home that extra kick, be it a Craftsman, Mission, Spanish, Italianate, Storybook, or whatever, you gotta have a cobblestone driveway or walk. I myself prefer the worn look of 150-100 year old street cobbles, but fresh cut will do as well. Stay away from New York City cobbles, they are always covered with old asphalt. Keep up the good work, Roc2c. You make the world a more beautiful place."

10/31/16

Cafés Delta lançam colecção de pacotes de açúcar com Calçada à Portuguesa

Bom Dia e bom café!!

01 -  Aileu, Timor
07 - Mirandela, Portugal
09 - Santa Cruz, Madeira
02 - Porto Santo, Madeira
03 - Lobito, Angola
04 - Porto, Portugal
05 - Ponta Delgada, Açores 

06 - Maputo, Moçambique
08 - Malaca, Malásia
10 - Lisboa, Portugal
11 - Faro, Portugal
13- Olivença, Espanha
14 - Elvas, Portugal
16 - Campo Maior, Portugal
17 -  Campo Maior, Portugal

12 - Honolulu, Havai, EUA
15 - Macau, China
20 - Rio Janeiro, Brasil
18 - Campo Maior, Portugal
19 - Calceteiros







Fotos: Roc2c Outubro 2016

10/27/16

Elevar a Calçada Portuguesa a Património Nacional Imaterial da Humanidade

Para: Todos os cidadãos que respeitam a Cultura Portuguesa



Esta Petição, foi aceite na Assembleia da República no dia 14 de Julho de 2016 com o número: 147/XIII/1

A Calçada Portuguesa é um património que faz parte da nossa História e preservá-la não só nos difere de todo o resto do Mundo como nos caracteriza a nós, Portugueses, uma nação que evidencia e constrói um tipo de arte tão apreciada além fronteiras. Portugal, é um dos países mais visitados pelo turismo internacional, sendo a Calçada Portuguesa um dos temas mais apreciados.

Atualmente, a Calçada Portuguesa tem sido um alvo constante por parte de outro tipo de pavimento que, diga-se de passagem, carece de um forte aspeto visual e de durablidade duvidosa.

Existem diversos casos, como o Terreiro do Paço em Lisboa, que tinha uma Calçada Portuguesa toda executada em desenhos, tendo sido removida e colocada posteriormente um pavimento que, passado poucos anos já se encontra num estado bastante deteriorado, não se enquadrando com a restante arquitetura na zona da baixa Pombalina.

Uma das maiores dificuldades que as pessoas relatam tem a ver com o facto de que a Calçada escorrega. É um facto aceitável, contudo existem diversos tipos de Calçada antiderrapante, tal como a Calçada em Granito.

Outro problema da Calçada tem a ver com a falta da manutenção. É uma realidade que se fica a dever pela falta de cuidado associado às Autarquias que não lhe dão a devida atenção. Nada dura para sempre.

Outro problema associado à manutenção tem a ver com a falta de investimento do Governo e das Autarquias na formação de Calceteiros qualificados em escolas para o efeito.

Se estas condições fossem reunidas, certamente que a Calçada Portuguesa estaria em melhores condições do que as atuais, ao mesmo tempo que preservávamos aquilo que nos faz ser tão diferentes do resto do Mundo.

Está na hora de divulgar, promover e passar à execução de um plano que já deveria ter sido feito há muitos anos: A elevação da Calçada Portuguesa a Património Nacional Imaterial da Humanidade.

Só assim poderemos garantir que este património Nacional não acaba.
ASSINAR Petição

Partilha da petição a decorrer aqui
Foto Roc2c (Projecto executado pela equipa Roc2c, réplica do desenho da Avenida da Liberdade, em moradia particular Albufeira, Faro.)

MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

O MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia é a nova proposta cultural para a cidade de Lisboa. Um museu que cruza três áreas num espaço de debate, de descoberta, de pensamento crítico e de diálogo internacional. Um projeto inovador que coloca em comunicação um novo edifício, desenhado pelo atelier de arquitetura Amanda Levete Architects, e a Central Tejo, um dos exemplos nacionais de arquitetura industrial da primeira metade do século XX, e um dos polos museológicos mais visitados do país.
Zona pedonal em Belém

Ponte 25 de Abril



O MAAT traduz a ambição de apresentar exposições nacionais e internacionais com o contributo de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos. Refletindo sobre grandes temas e tendências atuais, a programação apresentará ainda diversos olhares curatoriais sobre a Coleção de Arte da Fundação EDP.



COLOCADO EM TODOS OS LADOS DA LUZ

PLACED ON EITHER OF THE LIGHT




A programação do MAAT começou a 30 de junho com a apresentação de quatro exposições em salas renovadas do edifício da Central Tejo. A 5 de outubro, o novo edifício abre ao público com uma obra de grandes dimensões criada pela artista francesa Dominique Gonzalez-Foerster especificamente para este espaço.



Vista superior MAAT



Entrada MAAT

Com o MAAT, a Fundação EDP oferece um novo impulso cultural e paisagístico à cidade de Lisboa. A diversidade de programas e de espaços tornam-no num importante ponto no roteiro cultural da cidade. Uma proposta pensada para todos os públicos, para todas as idades.




Exposição Dominique Gonzalez Foerster



Pôr do Sol no MAAT




Avenida Brasília, Lisboa

Fotos: Roc2c Outubro 2016
Texto: https://www.maat.pt/pt/sobre