.

If you need a real good pavement for your home, Roc2c has the solution for you!

12/17/14

Sugestão de Passeio: Templo Romano de Évora "Templo de Diana"

O templo romano de Évora está localizado na cidade de Évora, em Portugal; faz parte do centro histórico da cidade, o qual foi classificado como Património Mundial pela UNESCO.






Centro histórico de Évora, Portugal

12/16/14

Our Work: Portuguese Cobblestone Villa Rosa, Óbidos




Portuguese Cobblestone
Materials: Stone Vidraço Beige and Pink Granite
Location: Tras Outeiro, Óbidos, Portugal
Year: 2009
Quantity: 190 m2
Design Roc2c

12/9/14

Our Work: Portuguese Cobblestone Outside Unifamiliar Vivenda, Óbidos – Architect David Chipperfield






Portuguese Cobblestone
Bom Sucesso Architecture Resort, Leisure, Golf
Entrance to garage
Materials: Stone Vidraço Beige
Location: Obidos, Portugal
Year: 2010
Quantity: 340 m2
Architect David Chipperfield

12/8/14

TPC: Escrever um diário sobre o trabalho de Siza Vieira

O japonês Ren Ito acompanhou a conceção e construção das casas da Quinta do Bom Sucesso, em Óbidos, e registou o método de Siza Vieira
O japonês Ren Ito acompanhou a conceção e construção das casas da Quinta do Bom Sucesso, em Óbidos, e registou o método de Siza Vieira
O japonês Ren Ito trabalhou no ateliê de Siza Vieira e apontou tudo o que o mestro fazia enquanto aprendia português. O resultado foi agora editado em livro.
Ren Ito, arquiteto japonês recém-chegado a Portugal para colaborar com Siza Vieira, tinha como trabalho de casa das aulas de português escrever tudo o que era dito pelo mestre durante uma visita à obra na Quinta do Bom Sucesso, em Óbidos. Esse diário de bordo, Álvaro Siza Design Process| Quinta do Bom Sucesso Housing Project, foi agora editado.
As primeiras impressões foram registadas em 2007 e nas páginas do livro surgem lado a lado com os 74 esquissos do mais premiado arquiteto português.
O conjunto de notas é o diário de uma obra, o que o levou Ren Ito a querer publicar o livro - começa no momento em que o arquiteto faz a primeira visita ao local, em 2004, e termina nos acabamentos, em 2009. Nas primeiras páginas, o japonês escreve os cinco passos de Siza no desenvolvimento de um projeto e os seis aspetos a que dá mais atenção na construção. "Nunca temos oportunidade de ver como o arquiteto ou o artista trabalham", considera, em declarações ao DN. Em português correto e com sotaque.